type='text/javascript'/> {lang: 'en-US'}

sexta-feira, 5 de setembro de 2014

III Temporal - Encontros de Dança e Composição em Tempo Real

Abriram as inscrições para as oficinas do III Temporal - Encontro de Dança Contemporânea e Composição em Tempo Real. Esse ano será muito especial porque contaremos com duas pessoas que sempre tivemos muita vontade em trazer a Uberlândia para compartilhar conosco o seu trabalho: Tica Lemos e Beth Bastos. As oficinas serão gratuitas (então caprichem na justifica e currículo na hora das inscrições).


segunda-feira, 26 de maio de 2014

Oficina de Improvisação e Criação em Dança

Improvisação e Criação em Dança -  Vila das Artes - http://viladasartes.fortaleza.ce.gov.br/improvisacao-e-criacao-em-danca-2/

Cenografia e composição em Dança -  Vila das Margens - http://viladasartes.fortaleza.ce.gov.br/vila-nas-margens-traz-cenografo-mineiro/








sábado, 24 de maio de 2014

O Artista-Docente no Ensino Superior: Discursos e Práticas


Contatos


e-mail mundim.ana@gmail.com


Tel.: 34 99388943

PRODUTOS


1) Livro Dramaturgia do Corpo-Espaço e Territorialidade (distribuição gratuita)

Este livro visa compartilhar com o leitor os processos de pesquisa do grupo Dramaturgia do Corpo-Espaço e Territorialidade, vinculado ao Curso de Bacharelado em Dança, da Universidade Federal de Uberlândia. Os artigos que o compõem versam sobre estudos teórico-práticos desenvolvidos pelo grupo, o qual tem como foco a composição em tempo real em dança contemporânea. O caráter interdisciplinar do grupo proporciona uma visão ampla sobre o trabalho desenvolvido entre os anos de 2010 e 2012, incluindo olhares distintos sobre o percurso, especialmente a partir das relações estabelecidas entre Dança, Teatro, Arquitetura e Música,.

2) Livro de poemas Corpos em quatro atos (R$ 20,00)


Corpos em quatro atos é um livro de poemas que busca refletir sobre as relações humanas na contemporaneidade, as quais perpassam as distâncias e proximidades entre pares, nos âmbitos virtual e real. Discute-se o corpo em contato com as afetividades: o ser humano em contato consigo e com o outro, em intimidade e exposição, entre dúvidas e certezas, em processo de transformação.

Toda relação implica em uma mudança. Este foi o ponto de partida para a estruturação do livro, que se organiza em quatro atos: Ato I - Um corpo; Ato II - Dois corpos; Ato III - Silencio; Ato IV - Metamorfose. O Ato I revela o corpo e as relações consigo mesmo, com suas dúvidas, questões, instabilidades, texturas, odores. O Ato II trabalha as suspensões e quedas do momento do encontro, das relações com o outro, do ceder e resistir, da sedução, do encantamento e da ruptura. O Ato III é o digerir, o admirar, o observar, o refletir, a pausa. O Ato IV é a transformação, a troca de pele, o recomeço.


Este livro, portanto, decorre das experiências do corpoespaço poético em movimento.


3) Documentário Encontros e Composições (R$ 20,00)

Encontros e composições é um documentário do Conectivo Nozes que aborda os procedimentos de pesquisa do grupo, a construção do espetáculo Sobre pontos, retas e planos e o compartilhamento da primeira edição do projeto de residência Porposições Poéticas em tempo real.

4) Anexo: cadernos de criação e pesquisa - vol I, vol II, vol III (distribuição gratuita)

Os cadernos de criação e pesquisa são parte do processo de estudos dos integrantes do grupo Dramaturgia do Corpo-Espaço e Territorialidade. Eles trazem contribuições para o percurso de investigação, pois no momento de produzi-lo o pesquisador tem nova possibilidade de debruçar-se em uma trajetória reflexiva, identificando possibilidades teórico-práticas e imagéticas criadas a partir da experiência coletiva. Eles são compostos por anotações, rascunhos, rabiscos, perguntas, desenhos, rasuras que, compartilhadas em escrita de próprio punho, criam entrelaçamentos comunitários a partir das perspectivas individuais do todo.


Ações

O Conectivo Nozes tem realizado ações de intercâmbio com artistas profissionais do Brasil e do exterior, para sua atualização e compartilhamento artístico. Todas as ações são gratuitas e abertas à comunidade.

Em 2011 cidade de Uberlândia, o Conectivo promoveu, em parceria com o Curso de Graduação em Dança e o evento Olhares sobre o Corpo (promovido pelo grupo profissional local UaiqDança), a oficina Arquiteturas Dérmicas, com Maurício Leonard (arquiteto de Belo Horizonte) atrelada à realização de palestra e apresentação, com mesmo título; e a palestra Videoarte enquanto exercício criativo; o corpo enquadrado; o corpo midiático; o body-pixel. Um lugar a 24 frames, de Elinaldo Meira (artista visual, de São Paulo).

No ano de 2012, com a realização da primeira edição do Temporal, o grupo recebeu em Uberlândia as bailarinas Luciana Bortoletto e Líria Morays, para oficinas de improvisação.

No ano de 2013, com a realização da segunda edição do evento Temporal, o grupo recebeu em Uberlândia as bailarinas Lígia Tourinho e Mara Guerreiro para oficinas de improvisação. Além disso, promoveu uma ação artística com as bailarinas Mônica Infante e Cíntia Kunifas, que apresentaram o trabalho Corpo desconhecido. Ainda este ano, em parceria com o Centro Acadêmico do Curso de Dança e as estudantes Mariane Araújo e Nadia Yoshi promoveu a oficina de dança contemporânea com Khosro Adibi.


Em 2014 promoveu a oficina de contato improvisação com Ralf Jaroschinski. Também, a partir do projeto "O artista docente no ensino superior: discursos e práticas", promoveu mesa de debate, roda de conversa, residência artística e compartilhamento da residência, com a colaboração dos artistas docentes Susi Martinelli (IFB), Alexandre Ferreira (UFG) e Silvia Geraldi (UNICAMP).

Ano 2012 - Ventanas


Esta exposição visa compartilhar alguns dos resultados fotográficos, fruto de dois anos de pesquisas acerca do corpo-espaço, focando nas possibilidades de construção de paisagens, a partir de imagens de janelas. A ideia central é estimular a percepção poética da janela como espaço simbólico e metafórico que permite ao observador estar no exterior e no interior ao mesmo tempo.

A proposta consiste em uma exposição fotográfica com 10 fotos tamanho 1m x 0,85cm impressas em tecido (seda), dispostas de modo que o público tenha que caminhar entre elas. Pela transparência proporcionada pelos tecidos, o espectador pode se relacionar com as imagens pela frente ou pelo verso, reconhecendo diferentes perspectivas do olhar e proporcionando essa relação sensória de estar entre o dentro e o fora simultaneamente.

Sinopse:
Por las ventanas miro el mundo.
Por allí todo se mueve y está parado. Al mismo tiempo.
De donde miras ya no lo sabes si es la realidad concreta o reflejada.
Los cuerpos dañados por el tiempo se hacen figuras de un album abandonado.
De la silla dibujada por el sol se crean espacios para el pensamiento.
Muñecas heridas o fragmentadas, mujeres arregladas o encantadas.
Miro las ventanas capaces de ofrecerme, en vuelos, otras paisajes.
Por el mundo, miro las ventanas.


Oficina de Cenografia na Composição em Tempo Real em Dança Contemporânea


Através de investigações acerca da cenografia na composição em tempo real em dança contemporânea, essa oficina é  ministrada pelo pesquisador Emilliano Freitas e direcionada a estudantes dos cursos de Arquitetura e Urbanismo, Design, Artes Visuais e áreas afins.

A primeira oficina ocorreu em dezembro 2013 durante a Semana de Arquitetura, Urbanismo e Design na Universidade Federal de Uberlândia, sendo trabalhado conteúdo teórico-prático, resultando no projeto e montagem de uma cenografia que foi experimentada pelo Conectivo Nozes em uma apresentação pública. 


Corpo e(m) movimento



Este projeto nasceu, em 2014, do diálogo e desejo das pesquisadoras Ana Carolina Mundim e Patricia Chavarelli. Ele se configura como uma vontade de aproximação entre os estudos de composição em tempo real realizados no grupo de pesquisa Dramaturgia do Corpo-espaço e territorialidade  e as descobertas e estudos de movimento que podem ser gerados entre estas investigações e a comunidade escolar. Sua primeira atuação, com os estudantes da Escola Estadual do Parque São Jorge (Uberlândia/MG), se organizou com dois encontros semanais. Além das duas professoras citadas temos também a participação estudantes de Graduação em Dança e Psicologia. O projeto visa alcançar novas parcerias com outras escolas públicas.

O artista-docente no ensino superior: discursos e práticas



A consolidação do artista docente tem se configurado cada vez mais como uma possibilidade de atuação dentro das Universidades no Brasil. No entanto, a conquista de espaço para a criação, a produção e a circulação artísticas ainda se apresentam como desafios para o docente com este perfil. O presente projeto, iniciado em 2014, busca discutir sobre a importância das práticas criativas do artista docente, sua reverberação no ensino e as dificuldades encontradas para a garantia e a manutenção dessas ações artísticas. Para isso, articula residências artísticas entre artistas-docentes vinculados a distintas universidades brasileiras, para discutir as relações entre teoria e prática nas ações profissionais desenvolvidas por estes profissionais dentro de suas instituições.

Formigueiro - Projeto de Acervo e Memória



O Projeto Formigueiro é uma pesquisa pensada e estruturada para a construção de um acervo da memória da dança, tendo como eixo principal a cidade de Uberlândia. Ele visa gerar material de pesquisa e expandir os registros e documentações na área de dança. O projeto se articula em quatro frentes orientadas pela organização de documentos, a saber: 1) coleta de materiais a partir de solicitações de doações; 2) realização de entrevistas com artistas locais e personalidades relacionadas à pesquisa em improvisação, buscando traçar possíveis histórias da dança e filosofias de trabalho na cidade de Uberlândia, no Brasil e no exterior; 3) transcrição das entrevistas realizadas; 4) Seleção e publicação de entrevistas.

quarta-feira, 23 de abril de 2014

Vídeos e Imagens

Sobre pontos, retas e planos
Descrição: "Sobre pontos, retas e planos" é uma composição em tempo real feito pelo "Conectivo Nozes", fruto do grupo de pesquisa "Dramaturgia do corpo-espaço e territorialidade". O grupo é formado por docentes, técnicos e discentes dos cursos de Dança, Teatro, Música e Arquitetura da Universidade Federal de Uberlândia, além de interface com profissionais dos cursos de Física da mesma instituição.
Investigando as relações entre o corpo e o espaço, os intérpretes se relacionam num lugar construído a partir de materiais frágeis (barbante e fita crepe), utilizando de conceitos da física mecânica, arquitetura e dança contemporânea.
Como mote de pesquisa buscam identificar tanto o corpo como (não) território de si mesmo, quanto o corpo como vir a ser território de si mesmo, nas relações que mantêm com o espaço, os lugares, as regiões, as fronteiras do humano. O corpo como espaço em si, no diálogo com o outro, de um lado; e também, de outro lado, o corpo social, produto e processo social e cultural.
Vídeo gravado em Setembro de 2012, na Galeria de Arte Lourdes Saraiva em Uberlândia-MG.

Oficina com Khosro Adibi





Oficina Contato Improvisação com Ralf Jaroschinski








Temporal – Encontros de Dança Contemporânea e Composição em Tempo Real


O projeto Temporal – Encontros de Dança Contemporânea e Composição em Tempo Real, iniciado em 2012,  visa  a organização de encontros de caráter artístico e científico que pretendem discutir processos de Improvisação e de Composição em Tempo Real em Dança Contemporânea, colaborando para a afirmação de espaços de discussão e apresentação de trabalhos na cidade de Uberlândia. Temporal é uma chuva de ideias, encontros, propostas e práticas. Talvez seja a tentativa utópica de ainda acreditarmos na possibilidade de uma convivência mais afetiva dentro e fora da Universidade provocada pela dança e a poesia. São momentos, mas desejamos que eles respinguem em outras ações tão íntimas e intensas quanto eles. O formato desses encontros é variado a cada edição e podem contar com residências, mesas redondas, jam sessions, mesas de debate, oficinas, piqueniques culturais e outras ações.





domingo, 13 de abril de 2014

Resultado das inscrições para a Oficina de Contato Improvisação

Prezados interessados na oficina de Ralf Jaroschinski,

É com imensa alegria que contabilizamos um total de 85 solicitações de inscrição para a oficina. Como só temos 30 vagas disponíveis, o processo de seleção foi árduo e lamentamos não podermos acolher a todos nesse momento. O Conectivo Nozes está sempre promovendo ações de extensão universitária de caráter cultural e esperamos contar com todos vocês como participantes do próximo evento. Acompanhem nossas atividades pelo blog: http://www.conectivonozes.blogspot.com

Segue a lista de selecionados:

- Janahina Araujo
- Juliana Ladeira
- Lincoln Abiatti
- Bruna Belinazzi
- Fabíola Borges
- Letícia Pacheco
- Marcella Magalhães
- Paulo Ricardo
- Leevan José Souza
- Renato Palumbo
- Sigrid Bitter
- Ana Caroline Franco Alves
- Jessica Rosa
- José Inácio
- Lara Barcelos
- Herick Fernandes
- Alisson Machado
- Isabela Palhares
- Andressa Ugaya
- Anderson Rosa
- Carol Macedo
- Cristiane Cabral
- Débora Helena
- Fabrícia Ferreira
- Gabriela Neves
- Marcelo Borges
- Narciso Teles
- Rita Fernandes
- Silvio Antonelli
- Talita Rafaela
- Vanessa Marques
- Thiago Xavier
- Lívia Chumbinho
- Amanda Martins

sábado, 22 de março de 2014

Oficina Contato Improvisação com Ralf Jaroschinski (Alemanha)


Oficina de contato improvisação com Ralf Jaroschinski (Alemanha) - GRATUITA
Dias 15 e 16 de abril
18:30 h às 21:30 h
Local: Oficina Cultural (Rua: Tiradentes, 24 - Bairro Fundinho. Uberlândia-MG)
Inscrições até o dia 11 de abril. Mandar carta de intenção para o email: conectivonozes@gmail.com
Haverá transporte gratuito saindo do Campus Santa Mônica UFU para a Oficina Cultural.

Informações:

CONTATO IMPROVISAÇÃO 
Contato Improvisação é um diálogo corporal de duas ou mais pessoas por meio do vocabulário sensorial composto de toque, peso e pressão. É a aceitação do outro e de si na construção de uma dança única no presente. Inclui a integração da energia (KI), buscando um nível elevado de percepção da mente. Os movimentos que surgem da técnica lidam com a inércia, o momento, o desequilíbrio e o inesperado, podendo ir de um alto nível aeróbico a uma quietude física. Os princípios que guiam as aulas são a consciência corporal, expressão livre do movimento, técnicas de relaxamento, fluxo de energia e os princípios da física (peso, gravidade, condução, queda, rolamento, força centrífuga, etc.). A técnica nasceu nos EUA no início da década de 70, com Steve Paxton, e é associada ao movimento de contra-cultura por ser uma dança igualitária e democrática. Atualmente é praticada no mundo inteiro por ser uma excelente técnica de consciência corporal, sem barreiras físicas e culturais.

RALF JAROSCHINSKI / ALEMANHA (http://ralfjaroschinski.de)
Natural do Sul da Alemanha, viveu no Rio de Janeiro na infância. Formou em ballet e dança moderna na Universidade de Música e Teatro de Hannover, Alemanha, e em várias técnicas da dança contemporânea em Nova Yorque (EUA) com uma bolsa do Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico. Conheceu o Contato Improvisação em 1994, os professores mais importantes foram Roberto Galván, Daniel Lepkoff, Alito Alessi, Martin Keogh e Nancy Stark Smith. Foi diretor e coreógrafo da Companhia de Dança do Teatro da Cidade de Hildesheim, Alemanha, de 1998 até 2002, e foi coreógrafo convidado para os ballets nacionais de Hannover, Karlsruhe e Munique em Alemanha. Criou mais de 90 coreografias até hoje que foram apresentadas na América, na Europa e na Ásia.
Dançou em peças de Contato Improvisação projetadas por Brandin Steffensen (Nova Yorque) e Scott Wells (São Francisco, EUA), e em cooperação com Rosemary Hannon, Sean Feit e Andrew Wass entre outros produz varias obras de Contato Improvisação nos EUA e na Alemanha.
Ministra aulas e oficinas de Contato Improvisação mais regularmente desde 2004. Foi ministrante de oficina no "Encontro internacional de contato improvisação São Paulo (EICI)", "Contact in Rio", Rio de Janeiro, "Festival Internacional de Ballet" em Trujillo, Perú, "West Coast Contact Improvisation Festival (WCCIF)" em São Francisco-Berkeley, "Touch & Play" em Cardona, Espanha, e "Israeli Contact Improvisation Festival (ICIF)" em Tel Aviv, Israel. Nesses eventos realizou apresentações junto a Nita Little, Ray Chung, Benno Voorham, Felix Ruckert, Mirva Mäkinen, Brenton Cheng, Tim O’Donnell, Ingo Rosenkranz, Otto Akkanen, Lior Ophir, Fernanda Carvalho Leite, Ricardo Neves, Anderson Hanzen, Lili Zeni e Renzo Zavaleta Pella entre outros. Ensinou Contato Improvisação em estúdios e escolas de dança no Brasil, na Argentina, no Perú, na Colombia, nos EUA, na França, na Belgica, nos Países Baixos, na Alemanha, na Dinamarca, na Suécia e no Israel, e também na “Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR)” e na “Faculdade de Artes do Paraná (FAP)” em Curitiba, nas Universidades de Lima, Perú, e Tübingen, Alemanha, e na “Dans och Circushögskolan (DOCH)” em Estocolmo, Suécia. Colaborou com o “Centro Cultural Brasil Alemanha (CCBA)” em Recife, o “Centro Cultural de España en Lima”, e o "Goethe-Institut Lima". Enfim, realizou varias obras de Contato Improvisação com “Terpsicore Proyectos” em Lima e “Dans och Circushögskolan (DOCH)” em Estocolmo e entreinou os bailarinos do “Balé Teatro Guaíra” em Curitiba, da “Compañía de ballet de Trujillo”, de “Danza Viva” e do “Ballet San Marcos” em Lima, de “Karen Peterson & Dancers” em Miami, EUA, da "GöteborgsOperans Danskompani" e do "Cullberg Baletten" em Estocolmo em Contato Improvisação.



sábado, 1 de março de 2014

Oficina Ligia Tourinho - Temporal 2013





















sábado, 21 de dezembro de 2013

Oficina com Cínthia Kunifas e Mônica Infante